Archives julho 2021

Como posso pensar no meu futuro financeiro? 

Independente de quais sejam os seus objetivos de vida, é preciso que, para alcançá-los, o planejamento do seu futuro financeiro seja feito agora. Confira dicas para se preparar e tenha uma vida mais tranquila!

Como você pensa que será o seu futuro? Acredito que almeja que ele seja financeiramente estável, tranquilo e confortável, sem muitas preocupações e com bastante lazer, viagens e patrimônios próprios conquistados. Acertei?

 

No entanto, você pensou de que maneira conseguirá uma vida futura tranquila? Será com uma aposentadoria pública ou com uma previdência privada? Ou como conquistará seus bens materiais? Investindo ou poupando?

 

É preciso responder a perguntas como essas, pois, pensar no futuro não é só imaginar como você gostaria que ele fosse, mas sim em como tornar isso possível, se planejando, poupando e investindo da maneira correta.

 

Para te ajudar, entenda agora qual a importância de planejar o seu futuro financeiro e aprenda como dar os primeiros passos. Boa leitura!

Qual a importância de planejar o seu futuro financeiro?

Se ainda não está convencido (a) da importância de planejar o seu futuro financeiro, continue a sua leitura e confira algumas razões para que você comece a planejar-lo o quanto antes:

Para não ficar endividado

É sabido que a vida do trabalhador no Brasil não é fácil e, muitas vezes, as dívidas são quase que inevitáveis e não há oportunidade de planejamento, porque é questão de sobrevivência.

 

No entanto, a falta de controle sobre os seus recursos financeiros também é uma das principais causas do endividamento de grande parte dos brasileiros e, o planejamento do futuro financeiro é o primeiro passo para evitar o endividamento, principalmente a longo prazo.

 

Sem controle estrito do orçamento, é muito mais fácil se comprometer com dívidas que serão difíceis de serem quitadas e dessa forma seu dinheiro fica a mercê dessa ciranda complicada de se parar.

 

E cá entre nós, ninguém quer se imaginar pagando dívidas sobre dívidas no futuro, não é mesmo?

Para alcançar os seus objetivos

Como dito anteriormente, não importa quais são os seus objetivos. Pode ser viajar pelo mundo ou comprar um rancho no interior, a questão é que, para que essas metas a longo prazo sejam alcançadas, é preciso que você se planeje.

 

Quando você faz um planejamento do seu futuro financeiro, sabe com mais clareza aonde quer chegar e qual o caminho tomar. Plagiando Alice no País das Maravilhas “Se você não sabe para onde quer ir, qualquer caminho é válido”.

 

Esse planejamento será o seu mapa, com metas traçadas que precisarão ser alcançadas para que você conquiste seus objetivos. Mas, pense que esse mapa pode ser adaptável, pois às vezes ajustes serão necessários sempre que novos objetivos surgirem.

Para ter um futuro tranquilo

A aposentadoria é uma época em que todos merecem ter paz e descansar da vida de luta que tiveram. Além disso, não é sempre que todos conseguem chegar na melhor idade com a saúde e disposição que gostaríamos e, por isso, o futuro precisa ser tranquilo.

 

No entanto, não é nenhuma novidade que agora as aposentadorias oferecidas pela Previdência Social são inseguras e não garantem recursos financeiros capazes de proporcionar um padrão de vida confortável.

 

Logo, essa é uma das principais razões para que você planeje seu futuro financeiro e não fique à mercê de todas as dificuldades de um futuro incerto e injusto, capaz de transformar a melhor idade na pior idade.

Como planejar o seu futuro financeiro?

Suponho que não haja mais dúvidas sobre a importância de planejar o seu futuro financeiro, mas, talvez você ainda não saiba por onde começar.

 

Para resolver isso, separamos 3 dicas que resumem o que precisa ser feito para que o seu futuro financeiro seja exatamente como você pensou:

Defina metas a curto, médio e longo prazo

Para começar, é preciso que você separe suas metas por categorias de curto, médio e longo prazo. Depois, defina os períodos de cada meta, exemplo: Curto prazo – 1 ano; Médio prazo – de 1 à 10 anos; Longo prazo – períodos maiores que 10 anos.

 

Isso funciona porque ajudará você a definir por quanto tempo você aplicará o dinheiro necessário para a realização de cada objetivo, facilitando com que cada meta seja encaixada nas alternativas financeiras mais adequadas para cada período.

 

Comece uma reserva de emergência

Antes de começar a busca pela realização dos seus grandes sonhos, é necessário que você assegure a sua tranquilidade (até mesmo para o presente). Nesse sentido, uma reserva de emergência é fundamental.

 

Essa reserva ajudará caso um acontecimento inesperado impossibilite você de se sustentar. Desemprego, doença, aposentadoria insuficiente, são alguns exemplos de situações que você precisará de dinheiro extra para suprir suas necessidades.

Pesquise o investimento ideal

São inúmeros os produtos financeiros disponíveis no mercado, mas antes de escolher um deles, você precisa escolher uma instituição financeira. Comece pesquisando pelo seu banco, mas se quiser mais opções, busque por outras instituições e escolha uma que esteja regulamentada.

 

Depois, você deve analisar cada tipo de investimento – você pode investir em ações, títulos de renda fixa, previdência privada, entre outros. Você só precisa descobrir qual se adequa melhor ao seu perfil e aos seus objetivos.

 

Para encerrar, conquistar um bom futuro financeiro requer disciplina para seguir o planejamento e, por mais complicado ou difícil que possa parecer, a recompensa nesse caso é garantida.

 

Pense sobre seu futuro financeiro com carinho. E reflita sobre como ele pode ser difícil se você não se preparar. Pense em tudo que você leu aqui. Mas não fique só pensando, o futuro costuma chegar mais rápido do que imaginamos.


Como Escolher um Celular para comprar ? Saiba o que levar em consideração 

Os smartphones fazem parte do nosso dia a dia, ficar longe deles é algo que ninguém deseja. Mas quando a tarefa é escolher um celular Ideal muitos ficam em dúvida. Afinal, qual o melhor celular para mim? 

 

No artigo de hoje, abordaremos sobre a importância em fazer uma escolha sábia na hora de comprar um celular e como saber se um determinado modelo de aparelho é bom ou não.

É possível comprar um celular barato e bom?

Essa é uma dúvida que muitas pessoas têm, quando o orçamento está apertado: será que tenho como comprar um bom celular que não seja caro? A resposta é sim.

 

Tenha em mente que, um bom celular é aquele que ira atender às suas necessidades e que custa um valor que caiba no seu bolso. Para isso, é preciso pesquisar bastante, para encontrar o melhor aparelho com o valor que você pode pagar.

 

E mesmo se você é daqueles que está disposto a pagar alto por um celular top de linha, é preciso ficar atento: conheça as especificações e detalhes dos aparelhos para isso, observe análise de smartphones, seja em sites ou em canais no YouTube.

 

Também, saiba que, nem sempre o mais caro é o melhor. Isso vai depender muito de qual será sua utilização, Então, fique atento às nossas dicas.

Como Escolher um Celular Ideal

Preste atento a cada tópico a seguir, para que a escolha seja a mais vantajosa.

 

 

  • Quais tipos de atividades você irá executar com o novo smartphone?

 

Ter em mente quais serão as atividades que serão executadas no novo smartphone será o fator determinante para a escolha certa.

 

Isso porque, um celular para jogos necessita ter um processador mais potente e maior quantidade de memória RAM do que um celular para pessoas que desejam simplesmente acessar Internet e fazer ligações, por exemplo.

 

 

  • Tipo e tamanho da tela

 

Existem pessoas que se sentem incomodadas ao segurar um celular grande, outras acham prazeroso jogar ou mesmo acessar em um celular grandão. Portanto, o tamanho da tela é algo que você mesmo deverá escolher.

 

Já o tipo de tela é algo que, geralmente, interfere na qualidade de imagem e no preço também. 

 

Os celulares mais baratos, normalmente utilizam painéis IPS. Esses painéis entregam uma qualidade até legal e os valores são mais acessíveis.

 

Já os smartphones intermediários e alguns tops de linha, utilizam telas com qualidade mais elevada que oferecem cores mais firmes, contrastes com certo equilíbrio e elas consomem menos energia. Essas telas são: AMOLED, Super AMOLED, Dynamic AMOLED, OLED, dentre outras.

 

Vale lembrar que, atualmente, os celulares mais baratos chegam a utilizar as telas HD + e elas são boas, mesmo tendo uma qualidade inferior às Full HD +, que são usadas em celulares mais caros.

 

  •  A Escolha do processador

A escolha do processador é de extrema importância na hora de escolher um celular que seja bom para a atividade pretendida. 

 

O processador é responsável por realizar as operações e cálculos e quando ele é muito básico não consegue dar conta de atividades que exigem mais desempenho do aparelho.

 

Na hora da escolha, observe a quantidade de núcleos, quanto maior a quantidade, melhor será sua execução. Existem: os de quatro núcleos (quad-core); seis núcleos (hexa-core) e os de oito núcleos (octa-core).

 

Lembre-se de que, os celulares com oito núcleos oferecem melhor performance para dar conta das atividades do dia a dia. 

 

 

  • Quantidade de Memória RAM 

 

Para atividades básicas, 4 GB de memória RAM é o suficiente para desempenhar bem e sem travamentos. Porém, para quem precisa do celular para jogar ou utilizar aplicativos pesados, compre um celular com pelo menos 6GB de memória RAM.

 

No mercado, é possível encontrar smartphones potentes, os chamados tops de linha, com 8Gb e 12GB de RAM, eles oferecem desempenho e performance para quem deseja um aparelho à prova de travamentos, porém, os mesmos custam caro.

 

 

  • Armazenamento interno 

 

Tenha em mente o seguinte na hora de escolher um celular, quanto mais você utiliza o smartphone para baixar vídeos, guardar fotos e fazer filmagens, mais você precisará de armazenamento. Uma dica básica é: evite comprar celular que tenha menos 32 GB.

 

Atualmente, existem modelos de celulares com 64GB e até 128gb baratos. Alguns desses modelos tem até uma ficha técnica bem interessante.

 

Também verifique se o smartphone tem suporte para cartão de memória, sendo assim, você pode ampliar a capacidade de armazenamento.

 

  • Câmeras 

Se seu objetivo principal é obter um celular com boas câmeras, fique atento a algumas informações importantes.

 

Tenha em mente que, além da qualidade de megapixels, o smartphone para proporcionar boa qualidade de vídeo e foto, deve possuir recursos tecnológicos nas câmeras, como exemplo foco automático, estabilização óptica, quad pixel, etc. Além disso, um bom processador ajuda e muito no resultado do pós processamento das imagens.

 

Também, se você ama tirar boas fotos, fique atento às disponibilidades de recursos disponíveis nas câmeras. Podemos perceber que no mercado existem aparelho com várias câmeras na parte traseira. E cada uma delas tem seu papel específico. Então, leia as especificações do celular desejado e veja cada lente disponível no aparelho desejado.

 

  • Bateria

Ter um celular que descarrega a todo instante é um pesadelo para muitas pessoas que gostam de passar horas acessando. Mas, para a felicidade dessas pessoas, as fabricantes de aparelhos celulares têm investido nessa área e esse pesadelo tem se tornado coisa do passado.

 

A maioria dos modelos de celulares tem bateria de 4.000mAh ou mais, com isso a pessoa garante carga por boa parte do dia. Mas, mesmo assim é bom ver revisões do celular, para ver a real duração da bateria.

Hoje em dia, encontramos vários modelos com 5000mAh e que são baratos.

 

 

  • Tecnologias disponíveis

 

Também um ponto interessante é que, o consumidor deve ficar atento quanto às tecnologias disponíveis no smartphone.  Uma vez que, os modelos mais recentes, como o Xiaomi POCO M3 Pro 5G, possuem novas tecnologias como exemplo: NFC, que é utilizado para facilitar os pagamentos e também a conexão 5G que é o futuro das redes móveis. 

 

 

  • Sistema Operacional 

 

Os dois sistemas operacionais mais utilizados são Android e iOS. Eles são ótimos e possuem interfaces e visuais distintos. Mas, você deverá fazer a escolha baseada na sua preferência ou familiaridade.

 

De um lado, o Android, o sistema operacional mais utilizado no mundo, está presente desde os modelos baratinhos até o mais top de linha. Do outro lado o IOS, um sistema operacional desenvolvido pela Apple, está presente em aparelhos apenas da marca e geralmente custam caros.

Conclusão:

Escolher um celular ideal não é precisamente optar por aquele que custa uma fortuna, mas sim escolher um que irá estar com você em todos os momentos: seja na diversão, viajem ou no trabalho. E que irá ter performance e duração de bateria suficiente para não interferir na sua usabilidade e lazer.


Saiba como utilizar o WhatsApp como estratégia de marketing digital 

O WhatsApp é um dos principais meios de comunicação usados hoje. O Brasil possui 120 milhões de usuários ativos, o que faz do aplicativo uma oportunidade importante para estratégias de marketing digital.

Pensando nesse novo âmbito, em 2009 foi criado o WhatsApp Business, uma ferramenta destinada a empresas que desejam usar o App profissionalmente.

Portanto, agora é possível se comunicar diretamente com cada cliente e promover ofertas de produtos e serviços mais efetivamente.

Isto posto, nesse texto você vai encontrar informações sobre os benefícios do WhatsApp aplicado ao marketing digital, 5 dicas para implementá-lo na sua empresa e as principais estratégias envolvidas.

Os benefícios do WhatsApp para o marketing digital

A criação do WhatsApp Business agilizou o processo de adoção do aplicativo como canal de comunicação entre empresas e clientes, com:

Mais rapidez

Os canais tradicionais de marketing, como anunciar no Google Ads, precisam ser continuamente acompanhados para garantir que a publicidade esteja chegando a um bom número de pessoas.

Com o WhatsApp, a empresa tem a possibilidade de enviar mensagens diretamente para os clientes. O aplicativo avisa quando a mensagem foi aberta e lida ou se foi ignorada.

A razão é simples, as pessoas usam o aplicativo para se comunicar com amigos e familiares. 

Sendo assim, as chances da mensagem da empresa ser vista é muito maior do que um e-mail, por exemplo.

Maior comodidade

O WhatsApp já é parte integrante da vida de 120 milhões de brasileiros. Eles estão profundamente familiarizados com o aplicativo.

Uma empresa que aposta no app como canal comunicativo estará se juntando aos outros tantos contatos de cada cliente.

Quem decide se a mensagem será lida e respondida são eles, ou seja, é um método de marketing menos invasivo do que as campanhas de Instagram Ads, para citar um exemplo clássico.

5 dicas para implementar

A implementação de estratégias pelo WhatsApp precisa ser baseada em certos aspectos previamente definidos pela empresa.

A seguir, reunimos 5 dicas para concretizar essa implementação de forma plena e eficaz.

1- Personalize o contato

Por se tratar de um aplicativo de mensagens pessoais, o WhatsApp permite uma certa informalidade na hora do contato.

Sempre use o primeiro nome do cliente e segmente o tipo de conteúdo enviado de acordo com os interesses dele.

Ainda assim, não abuse da informalidade, toda empresa precisa manter um grau de profissionalismo e seriedade. 

Entretanto, usar memes e figurinhas pode dar um tom aprazível à comunicação.

2- Não seja invasivo

Mantenha um ritmo de mensagens que seja o suficiente para informar os clientes sem enchê-los de propaganda.

Lembre-se de que a ideia é ter uma conversa com as pessoas. Então, deixe o canal aberto para que ele se sinta confortável para se comunicar com você.

3- Use outros canais

O WhatsApp não deve ser seu único canal de marketing. Use outros canais para maximizar seus resultados.

O ideal é capacitar sua equipe para que ela saiba como funciona o Facebook Ads e outras ferramentas tão importantes quanto.

4- Faça planejamentos

É muito importante planejar previamente que tipos de conteúdos serão enviados.

Pense no tom que a empresa deseja adotar e no tipo de informação que faz a diferença na vida dos clientes.

Defina quais serão os tipos de conteúdos, exemplos:

  • Ofertas;
  • Vídeos de divulgação;
  • Textos com códigos promocionais;
  • Contato pós-venda.

Defina a faixa de horário que eles devem ser postados, e mantenha a estratégia sempre organizada.

5- Atendimento ao cliente

Antigamente era comum que cada empresa tivesse um SAC, que deveria ser contatado pelo telefone.

Aproveite o WhatsApp para cumprir essa função de forma mais simples e agradável.

Garanta que o contato da empresa pelo App fique explicitado nas páginas dela para evitar clientes desinformados.

Estratégias para o WhatsApp

O primeiro durante o planejamento é saber quais são os objetivos da empresa e como eles serão alcançados.

Uma das grandes vantagens do aplicativo é o poder de solidificar relacionamentos por meio dele.

Pense sempre nos tipos de problemas que seus clientes tem e se esforce para resolvê-los.

Com o WhatsApp você pode direcionar conteúdo instrutivo, como posts de blog, direto para cada cliente, por exemplo.

Treine a sua equipe para responder positivamente a qualquer retorno que ela possa vir a receber pelo aplicativo.

Isso aproxima a empresa do consumidor e indica que o empreendimento se importa com a opinião dos clientes.

Por fim, trabalhe em um método para divulgar produtos novos pelo WhatsApp.

É importante mapear todos os clientes para que a comunicação seja mais efetiva, ou seja, enviar as ofertas de acordo com os padrões de consumo de cada perfil.

O WhatsApp vai muito além de um aplicativo de mensagens instantâneas, ele representa novas e empolgantes oportunidades para as empresas.