6 formas de desenvolver a inteligência emocional no ambiente de trabalho

05/28/2021 Por companiaweb

Muitos motivos podem fazer com que os colaboradores aumentem o absenteísmo, presenteísmo e diminuam a produtividade nos ambientes de trabalho e diante a tantos desafios da rotina, ter inteligência emocional é essencial.

A inteligência emocional, seja no ambiente de trabalho e na vida pessoal, faz toda a diferença para que as pessoas passem por todos os desafios impostos no cenário organizacional.

Você sabe do que se trata essa característica e como desenvolvê-la em seu ambiente? Confira mais sobre ela!

O que é inteligência emocional?

Conceito popularizado pelo autor Daniel Goleman, a inteligência emocional é a capacidade do indivíduo gerenciar suas emoções, ou seja, é sobre reconhecer e controlar o que sente de tal forma que suas emoções não interfiram negativamente no seu dia a dia.

Mais do que isso, também está relacionado a ser capaz de se colocar no lugar do outro e criar relacionamentos saudáveis com as pessoas que te cercam. Segundo o autor, a inteligência emocional se categoriza em cinco habilidades:

  1. Autoconhecimento: reconhecer as próprias emoções e sentimentos quando eles ocorrem;
  2. Controle emocional: adequar os sentimentos a cada situação vivida;
  3. Automotivação: dirigir as emoções a serviço de uma realização pessoal;
  4. Reconhecimento de emoções em outras pessoas: saber o que o outro está sentindo e ter empatia;
  5. Habilidade em relacionamentos interpessoais: interação de qualidade com outros indivíduos por meio de competências sociais.

Como desenvolver a inteligência emocional? Separamos 6 dicas para você!

A inteligência emocional é uma condição importante para que um profissional se saia bem em suas tarefas rotineiras, saiba lidar com desafios, pressões e pessoas. Essa é uma característica que pode ser desenvolvida em cada indivíduo e é preciso disciplina e determinação para seu desenvolvimento. Confira algumas dicas essenciais!

1. Busque o autoconhecimento

Se conhecer é o primeiro passo para conseguir desenvolver qualquer habilidade que seja, portanto, é preciso entender sua personalidade, gostos, dificuldades, sonhos, aspirações, necessidades.

Fazer reflexões interiores e conhecer o mais íntimo do seu eu é essencial para saber lidar com o mundo ao redor. Faça perguntas como: quem sou eu? O que me desequilibra e o que me equilibra? Como posso melhorar?

2. Analise suas emoções

Profissionais inteligentes são capazes de conhecer suas emoções e entender quais gatilhos desencadeiam cada uma delas. Ao seguir o passo anterior e compreender sobre você, é possível reconhecer seus sentimentos e desenvolver emoções mais positivas a cada situação.

Fique atento a suas emoções, identifique o que te leva ao seu limite, o que te tira do sério e o que te faz mais leve e feliz. Mais do que olhar para comunicação verbal, tenha atenção aos seus sinais corporais, gestos, trejeitos e manias.

3. Gerencie suas emoções negativas

Ao entender o que desencadeia suas emoções, positivas e negativas, é possível criar formas para gerenciá-las, principalmente dentro do ambiente organizacional.

É muito fácil se deixar levar por emoções negativas, não é mesmo? A partir do momento em que se entende sobre elas, é possível saber como mudá-las e fazer com que elas sejam mais leves no seu ambiente.

4. Treine a comunicação

Pessoas emocionalmente inteligentes são capazes de se comunicar com clareza, de forma persuasiva e eficaz no ambiente de trabalho, portanto, treinar essa capacidade é essencial.

É importante se afastar de comunicação agressiva ou passiva e ser capaz de colocar suas opiniões no ambiente sem desrespeitar qualquer que seja o colega do ambiente do trabalho.

5. Se coloque no lugar do outro

A inteligência emocional é também sobre a capacidade de ter empatia e se colocar no lugar do outro. Praticar a capacidade de entender sobre as pessoas e buscar olhar com o olhar do próximo para as situações é essencial.

Busque conhecer as pessoas do seu ambiente, entenda suas necessidades, pistas verbais e não-verbais e evite julgamentos ou críticas. Ser empático é um dos grandes pilares da inteligência emocional.

6. Faça atividades que desenvolvam a habilidade

A inteligência emocional é um também um fator de corpo e mente, portanto, é interessante fazer atividades que desenvolvam sua habilidade. Yoga, meditação ou exercícios físicos, por exemplo, podem ser grandes aliados.

Além disso, investir em terapia para se conhecer melhor e desenvolver suas características positivas e negativas.

O quanto você sabe sobre inteligência emocional? Como você tem se desenvolvido no seu ambiente de trabalho? Aproveite nossas dicas e seja um indivíduo e profissional cada vez melhor!