Você sabe ou já ouviu falar na odontogeriatria? Essa é uma área da odontologia especializada na saúde bucal de pessoas acima de 60 anos, também conhecida como idoso.

Em geral, essa especialidade se aprofunda nas características exclusivas da saúde bucal de uma pessoa nessa idade, melhorando os tratamentos e acompanhamentos.

Vale a pena destacar que não importa a idade, é sempre muito importante manter o acompanhamento no dentista em dia, já que através desses acompanhamentos é possível evitar uma série de doenças odontológicas e preservar a saúde bucal, para que na velhice seja possível desfrutar de um belo sorriso e melhor qualidade de vida.

Confira a seguir tudo o que você precisa saber a respeito da odontogeriatria e a relação dessa especialidade com procedimentos como a colocação de um implante protocolo superior, por exemplo, além de entender qual a relação da odontogeriatria com os idosos, o que é essa especialidade e principais cuidados com a saúde bucal na velhice.

Qual a relação da odontogeriatria e idosos?

Assim como já mencionado anteriormente, a odontogeriatria é especializada no cuidado com a saúde bucal de idoso, que por sua vez conta com características e peculiaridades específicas.

Dessa forma, através de especialista na saúde bucal de idosos, é possível tratar doenças odontológicas e prezar pela saúde bucal do paciente, de maneira mais fácil.

Entretanto, também é verdade que um profissional dentista, com experiência no mercado com tratamentos como a faceta dental, por exemplo, mas que não seja especialista em odontogeriatria, ainda assim podem realizar um bom trabalho na manutenção da saúde odontológica de um idoso.

Porém, com o odontogeriatra acaba tendo conhecimentos mais aprofundados sobre o organismo desse paciente, o que torna esse tipo de dentista um profissional mais capaz de oferecer um diagnóstico específico e propor tratamentos corretos.

Isso porque, alguns problemas de saúde bucal acabam sendo característicos da idade avançada, bem como alguns tratamentos, como o implante dentário protocolo, que tendem a ser mais frequentes à medida que envelhecemos.

Por isso, é bom contar com o apoio de um dentista geriatra, e seus conhecimentos aprofundados sobre as doenças sistêmicas e limitações que o idoso pode vir a apresentar.

Nesse contexto é importante destacar que os idosos tendem a desenvolver doenças que levam à perda dos dentes.

Porém, com um cuidado adequado e acompanhamento regular do odontogeriatra, é possível garantir os dentes naturais e permanentes para o resto da vida.

O que é a odontogeriatria?

Para entender ainda melhor sobre essa especialidade, vale a pena compreender sua definição. Portanto, a odontogeriatria é uma área específica voltada a fornecer um tratamento especializado para pacientes da terceira idade.

Ela é uma área do conhecimento odontológico exercida pelo próprio cirurgião-dentista qualificado no campo, que também pode realizar tratamentos específicos, como por exemplo, um enxerto de osso para implante dentário.

Dessa forma, um dentista especializado na odontogeriatria promove conhecimentos ao profissional do setor da geriatria, que nada mais é do que o estudo do envelhecimento em seu âmbito patológico.

Além disso, o profissional também deve conhecer a gerontologia, conhecimento do processo do envelhecimento em dimensões biológicas, psicológicas e sociais, assim como deve entender a respeito do desenvolvimento das práticas de ensino adequadas de saúde bucal.

Segundo o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP), o ramo concentra-se no estudo dos fenômenos decorrentes do envelhecimento ligados à cavidade bucal, mesmo que o paciente precise usar aparelho transparente, o que inclui:

  • Promoção da saúde;
  • Diagnóstico;
  • Prevenção;
  • Tratamento de enfermidades bucais;
  • Tratamento do sistema estomatognático do idoso.

O cuidado de um odontogeriatra é essencial para cuidar de problemas específicos e recorrentes em idosos, por isso procure um plano que cubra as consultas e tratamentos com profissionais dessa modalidade.

Quais os principais cuidados bucais com idosos?

Quando o assunto é saúde bucal de idosos, é importante tomar alguns cuidados específicos, já que a saúde da boca acaba ficando fragilizada em decorrência do passar do tempo. Alguns dos principais cuidados são:

  1. Higiene bucal

É importante que o idoso escove os dentes de maneira diária, usando sempre o fio dental, após todas as suas refeições.

Essa prática é essencial para a saúde bucal do idoso, optando sempre pelo uso de creme dental com flúor.

  1. Prótese dentária

Uma vez que o idoso utilize prótese dentária, é importante que a higiene bucal seja redobrada. Entretanto, é relevante levar em consideração as peculiaridades de próteses fixas, removíveis, totais ou parciais.

Além da higienização, é importante observar alterações e fazer a avaliação com o dentista para idosos de forma rotineira.

  1. Acompanhamento com o odontogeriatra

Além de cuidar da higiene bucal, é de extrema importância que o idoso faça acompanhamento regular com o odontogeriatra para avaliações e procedimentos preventivos de modo a garantir a saúde bucal.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.